Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2015

Névoa

Imagem
Ainda não me tinha apercebido de mim mesmo, e já sabia que desejava ser névoa, desejava-o com todas as moléculas de vapor que dançavam na corrente rubra das minhas veias, e nas nuvens algodoadas dos meus olhos azulínos. Logo na hora de nascer, a minha mãe e a parteira perceberam o mesmo, eu era mais nuvem que carne e só me conseguiam segurar e aconchegar enrolando-me o torso em mantas quentinhas que impediam que eu desejasse sair dali. Toda a minha vida foi uma luta incessante entre um eu absurdo e os outros que me tinham medo ou pavor, ao escárnio dos meus amigos e família eu equilibrava e compensava nas doces horas de recolhimento no meu quarto, repousando na cama, e debaixo dela, no ar junto às paredes, e no teto, onde a minha mãe pintara uma Lua, porque dizia que era ali que eu tinha a cabeça. E então, aconteceu Flâmula. Flâmula era uma jovem de longos cabelos dourados, tão bela e doce, quanto irrascível e dada a grandes fúrias, tudo dependendo do momento e da companhia. E F…