Divina Providência

O temporal fez o mar avançar sobre a terra, destruindo casas e muros. Quando a tempestade amainou, havia lanchas adornadas no meio das ervas e urzes, e carneiros e pessoas mortas a flutuar nas ondas, ao largo. Para restabelecer o equilíbrio das coisas e devolver as coisas aos seus lugares devidos, o deus daquelas paragens fez a tempestade regressar novamente ao mesmo sítio.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue