Brblt


   A doutora Anna inventou a borboleta uterina. Um engenhoso acessório de prazer que se introduz na vagina preso por um fio e que estimula o seu interior com ínfimas descargas eletromagnéticas que marcam o compasso do abrir e fechar das asas boleadas da borboleta.
   A doutora Anna é uma solitária. A doutora Anna ainda não divulgou o seu invento, pelo qual sente uma crescente afeição. A borboleta uterina é a coisa mais parecida com mariposas no estômago que já pôde experimentar.

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...