Inverno

   A manhã nasceu pálida, o sangue mal lhe corria nas veias e o frio azulava-lhe as faces. A mãe tomou-a nos braços, encostou-a ao calor do seu corpo, e uniu as faces de ambas num enlevo absoluto. Aos poucos, afugentando a névoa e as sombras, o seu olhar trouxe de volta a luz e a cor.


Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue