INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Miniatura 9

   Bioy Casares está sentado a uma mesa do café La Giralda de Buenos Aires na companhia de Borges.
   - Meu amigo, acabei de escrever esta manhã o último dum naipe de contos que constituirá, quiçá,  o mais celebrado livro de contos do nosso país! - anuncia em tom de brincadeira.
   Borges não mostra sinais de perturbação, e saboreia demoradamente o seu Quilmes.
   - Já os terminastes, então?...
   - Sim, como te tinha dito ainda agora.
   - E dar-me-ás o gosto de te ouvir a lê-los do primeiro ao último conto?
   - Sim, certamente, como sempre...
   - Então, não tenho motivos para sentir inveja de ti. Tu escreveste esses contos, mas a tua narração permitirá que eu viva dentro deles. Tirarei mais proveito deles sem que me seja exigido qualquer esforço.

Geena

                No rincão das matas enegrecidas, onde as árvores carbonizadas se assemelhavam a costelas fraturadas do corpo de uma ...