Animais


«O senhor tigre encostou-se à porta da sua loja, rindo baixinho quando passou a senhora zebra com as suas monótonas vestes listradas. O tigre achou toda a aldeia muito animada nessa manhã, hipopótamos velhos conversavam no tanque do chafariz, as corujas ensinavam álgebra a pombos apatetados, e as éguas relinchavam coscuvilhices às portas do mercado. Foi então que todos deixaram de falar por momentos quando apareceu um homem que descia a rua a cantarolar...».
...
«... um homem que descia a rua a cantarolar»
...
Não, não posso escrever isto” - pensou o tigre – “Isto não é nenhuma fábula!”

Sem comentários:

Enviar um comentário

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...