Redacção

   Eu e o meu irmão gostamos muito de viajar, muito mesmo. Logo pela manhã, os dois partimos de avião e fomos até França, depois de França fomos para Creta passando por cima do mar Mediterrâneo, depois visitamos a Ucrânia, sobrevoando um sítio que tem um nome que parece arder, Bósforo. As viagens continuaram. Iémen, Índia, Ceilão, Camboja, e depois de atravessar o maior Oceano do mundo, chegamos a Auckland, na Nova Zelândia. Tínhamos acabado de aterrar quando entrou a nossa mãe e nos mandou ir lavar as mãos para ir comer. Obedecemos, e quando voltamos à sala, já estava o almoço servido nos pratos e a mãe limpava as dedadas no globo terrestre com um pano embebido em vinagre.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue