INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

A descida


   Os alpinistas montaram o acampamento-base aos dois mil metros de altitude, e prepararam o assalto à grande montanha. Avançaram seis europeus, com dois guias Aimarás que já haviam acompanhado outras expedições. Optaram pela encosta ocidental, mais suave e com um relevo atractivo que apresentava protuberâncias horizontais que se assemelhavam a socalcos naturais, onde poderiam montar outros acampamentos mais próximos do topo, que serviriam de refúgio providencial caso as condições climatéricas se deteriorassem. Mas as condições mantiveram-se favoráveis. O último acampamento de apoio á escalada foi montado aos quatro mil metros, e aí permaneceram dois dos membros da expedição com um dos guias Aimará, tal como previamente planeado. Seriam o elo de ligação com o acampamento-base se as coisas corressem mal. Nos mil e quinhentos metros que faltavam para alcançar o cume da montanha, tudo ficou deveras complicado, e foram fustigados por um vento intenso e neve que quase impossibilitavam o avanço. Teimaram na subida até ao limite das forças, e acabaram por se deter a uma altitude que os instrumentos diziam situar-se nos cinco mil e duzentos metros. Abrigaram-se numa plataforma sob um rochedo a recuperar forças, e analisaram a situação. Faltavam cerca de trezentos metros na vertical para atingir o vértice e seria um desperdício desistirem naquele momento. Dos cinco, apenas o guia e um dos europeus não se queixavam de dores musculares e sentiam-se com forças para prosseguir. Verificaram os seus equipamentos e roupas, e apenas esses dois prosseguiram, numa luta tenaz contra o vento, e com mil cuidados para não darem um passo em falso porque a neve obnubilava tudo. Cinco mil e trezentos metros. Cinco mil e quatrocentos. O europeu apercebeu-se pelos gestos do seu guia índio que ele ia ficar para trás. Também fazia estranhos gestos para o cume da montanha, que ele interpretou como um incentivo para ele prosseguir até ao fim. Ganhou ânimo e continuou. Cinco mil, quatrocentos e cinquenta, cinco mil e quinhentos. Atingira o topo, um cume alongado com as extremidades arredondadas. Tirou fotos, fez alguns trechos de filme, e lembrou-se da divisa duma escola de alpinismo: “Acima do cume da montanha, apenas o céu nos desafia”. Olhou para o alto, para o céu, e viu algo mais do que o céu: parecia rocha, um cume de rocha invertido, em tudo igual àquele onde os seus pés se fincavam, um cume alongado de extremidades alongadas. Um espelhismo! – racionalizou de imediato, lembrando-se dos gestos do índio Aimará. Mas as imagens reflectidas costumam ser semelhantes ao original, mas aquela não era. Não estava revestida de branco e parecia quieta como uma cratera lunar. O cume absurdo estava apenas a uma vintena de metros acima da sua cabeça. Reuniu a corda da escalada, e atou na extremidade um gancho de escalada. Com aquele vento e àquela distância, achou que seria impossível alcançá-lo, mas tentou á mesma. Volteou obliquamente a ponta da corda com o gancho acima da sua cabeça e arremessou-a com toda a força. Para sua surpresa, o lançamento correu anormalmente bem, como se o peso do gancho metálico tivesse sido atraído por outro centro de gravidade. Viu-o enredar-se numa pequena rocha saliente, puxou pela corda e sentiu-a retesar-se. Cravou um gancho no solo, atou a outra extremidade da corda, e começou a subir com redobrado esforço, com o vento a fazer oscilar perigosamente o seu corpo. Não via nada com o vento e a neve, e resolveu fechar os olhos e continuar a escalada pela corda suspensa, avançando as mãos enluvadas ao longo do corpo, e prendendo a corda com as coxas e pés. Dum instante para o outro, o vento cessou e já não sentia necessidade de fazer força, deslizava para a outra extremidade da corda até tomar contacto com o solo. Tacteou o chão á sua volta, e pôs-se em pé com uma prudente lentidão, tirando os óculos de protecção. Não foi sugado pelo abismo. Acima de si, a uma vintena de metros, conseguia avistar o cume nevado da montanha andina e os despojos do seu equipamento. Olhou em volta. Não havia gelo nem neve, nem qualquer som de qualquer espécie, apenas um silêncio profundo e completo. Encolheu os ombros e começou a descer a montanha.

Geena

                No rincão das matas enegrecidas, onde as árvores carbonizadas se assemelhavam a costelas fraturadas do corpo de uma ...