INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

conversa

- De que é que eu me queixo, doutor? Do mesmo. Tenho sempre sede, bebo e bebo mais e continuo com uma sede dos diabos...
- Já tínhamos visto isso da última vez e eu acho que deve ser diabetes, quando se começa a ter diabetes, tem-se muita sede.
- Muita mesmo, doutor, bebo e bebo e a sede é sempre a mesma. Eu fui fazer as análises que você disse, mas o laboratório aqui da aldeia manda os exames para serem feitos fora, e vai e vem e pode levar meses, e a sede não diminui.
-Tinha-o aconselhado a algumas medidas cautelares, para o caso de ser mesmo diabetes. Uma dieta alimentar, por exemplo...
- Correcto, segui-a à letra.
- Folha de eucalipto fervida?
- Sim!
- Cerefólios e tapeinóquilos marinados em conhaque?
- Sim!
- Estames de astromélias e tumbérgias, cozidas em pão de centeio.
- Confere!
- Carne de perdiz com folhas de brovália e dipladénias.
- Confere!
- E diz que não sente melhoras e que a sede se mantém?!
- Certo, doutor, bebo continuamente e não há meio da sede passar...
- Nesse caso, enquanto as análises não chegam da cidade para tirarmos teimas, acho que deveríamos pensar em optar pelos Alcoólicos Anónimos....

Geena

                No rincão das matas enegrecidas, onde as árvores carbonizadas se assemelhavam a costelas fraturadas do corpo de uma ...