O escanção

    Pegou no copo alto com veneno e ergueu-o contra a luz, agitando para lhe admirar a cor e os tons, em seguida, aspirou a sua fragrância, com delicadeza, não para encher os pulmões mas para reter as suas modulações mais ténues. Por fim, e contrariando tudo o que havia aprendido ao longo dos anos, encheu a boca e engoliu sofregamente todo o líquido do copo.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue