chanadu

Gostava 
muito de chá, 
de beber
diferentes 
tipos de chá a distintas 
horas do dia e da 
noite.
Chás de frutos,
de ervas
chás calmantes,
reparadores, 
chás para 
alguma coisa e para
coisa nenhuma
apenas, 
pelo prazer
do calor no peito
e o benefícios não
declarados
dos seus
sabores
aromáticos
também bebia
chá de angústia
todos
os dias
a qualquer hora,
chás de angústia,
sempre que 
a filha
acabava
em casa
o seu
périplo
da
droga

1 comentário:

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...