Perguntas

Primeiro, assinalou a sua presença:
- Estou aqui!
Em seguida, assumiu a sua identidade, a medo.
- Sou eu!
Por fim, apresentou o medo:
- Quem está aí no escuro?


1 comentário:

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...