...

   Ela queria dizer-lhe que o amava e que queria que ele ficasse, mas não o fez. Disse-o por ela, o toque da sua mão, a linguagem inequívoca do seu beijo.
   (O avião inocente a manobrar na pista, pareceu-lhe uma imagem duma violência insuportável).

Sem comentários:

Enviar um comentário

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...