INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

posses

    Aquele pobre homem não tinha nada, não tinha conversa, não tinha graça, não tinha jeito para fazer ou conservar amigos, não tinha educação, não tinha cultura, não tinha sonhos, memória, emoções, impulsos, hábitos, manias, talentos.
   (Mas alguma coisa deveria ter para que tivessem empregado nele, não uma caixa de fósforos sem fósforos, ou uma caixa vazia de jóias, mas um belo caixão em pinho maciço, de tamanho regular).



Sem comentários:

Enviar um comentário

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...