Quando a ninfa Eco se via ao espelho, o seu reflexo não era estático, mas distanciava-se, e ficava mais longe, e mais longe, e mais longe.

2 comentários:

  1. uma imagem ecóica? :D

    ResponderEliminar
  2. brincadeirinha com o eco e o reflexo, esses "dois curiosos irmãos" como lhes chama Borges.

    ResponderEliminar

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...