Durante os anos que viveu como náufrago solitário lançou ao mar dezenas de mensagens em garrafas. Que pessoas  ecologicamente responsáveis recolhiam nas praias e processavam para reciclagem: vidro para um lado, papel para o outro.

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...