O amor e o sagrado

   Beijou-a com lábios redondinhos de beija-santinho, amou-a com mãos de rezar; urrou salmos de prazer; e, como se erguesse uma hóstia, ergueu-a ritualmente sobre si para cravar nela o seu sexo.
   O murro que lhe deu no final pareceu, aos dois, uma impiedade.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue