INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página
   Dos milhões de palavras que existem, ela seleccionou apenas as mais afiadas e contundentes, estas, de lâmina em fio, aquelas, aguçadas como dardos, aqueloutras, pesadas como martelos de ferreiro. E usou-as sabiamente, com a ciência e a paciência dos torturadores. Deixou-a a sangrar por dentro e sumiu-se pelas vielas como um assassino encapuçado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O Processo de Jesué Nazareno

     Texto original que foi submetido a um concurso literário (sem sucesso), transita aqui para o arquivo morto desta página, para o caso da...