(de) voragem

    A porta estava apenas no trinco. Não esperava que a mulher estivesse em casa, e sabia agora que ela não estava só. Vira as suas roupas e as do amante soltas a partir do hall de entrada num rasto de roupas que o enfurecia. Lembrou-se da porta aberta atrás de si (podia voltara sair), com a mesma nitidez com que se lembrou do revólver que comprara dois anos antes e que repousava no alto dos armários da cozinha, para os filhos não lhe chegarem. Era para os ladrões, houvera vários assaltos no prédio e os dois tinham comprado a arma, para os ladrões, para os que pretendiam invadir o seu espaço sem qualquer pinga de consideração por eles. Alcançou a cozinha (eles deveriam estar no quarto, na cama com a colcha com miosótis estampados), sabia onde o revólver estava, entre dois almofarizes de bronze que comparara numa feira de velharias. Deveria funcionar, o revólver, limpara-o há coisa de dois meses, para estar preparado para quando os ladrões lhe saíssem ao caminho.Subiu a um banco e alcançou-o, tomou o peso da arma na mão suada e depois carregou-a com as balas. A janela da cozinha estava entreaberta e entrava por lá uma brisa quente e os gritos e vozes dos miúdos que jogavam à bola no pátio lá em baixo. Parecia uma disputa por si, dum lado o mundo e a rapaziada que jogava à bola num dia de canícula, do outro o corredor sombrio que só poderia desaguar na morte mais negra. Ouviu passos no corredor e empunhou o revólver que, por um estranho pudor, manteve oculto sob o casaco que trazia dobrado no braço.
   Apareceu-lhe a mulher e, quando o seu dedo começava a palpitar sobre o gatilho, surgiu atrás dela o Jorge, o mais velho dos três filhos.
   - Estás aí!? Diz ao Jorge o que é que tu achas do fato-de-treino que lhe comprei. Ele é que o escolheu, e mal entramos em casa começou logo a trocar-se, mas agora diz que é de menina porque tem uma barra cor-de-rosa nas calças.Diz-me se isto cabe na cabeça de alguém?
   (Travou a arma)

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue