INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

2001

 

   Nas profundezas do Espaço exterior, o comandante da nave olha com asco o líquido cor-de-chumbo que tem na caneca.
   - Hal?! - chama.
   Ouve-se uma espécie de suspiro, e Hal, o super-computador comparece vocalmente.
   - Sim, comandante?
   - O que é isto que eu tenho na caneca?
   - Uma bebida revitalizadora, comandante. Dá-lhe energia e ajuda-o a pensar.
   Uma prega na testa foi o único sinal visível do que preocupava o comandante - Hal dava mostras de estar a alimentar comportamentos divergentes das suas ordens, e dos princípios que deveriam orientar a sua inteligência.
   - Hal, não te pedi uma bebida revitalizadora semelhante a líquido propulsor. Pedi um capuchino!
   - Mas comandante, o capuchino...
   - Um capuchino, Hal!! - insistiu, não deixando espaço para dialécticas - Quero um capuchino. Percebeste?
   - Halright!

A sombra dos dias

               Um galão direto e uma torrada com pouca manteiga  - pediu a empregada no balcão à colega. Podia até ter pedido antes,...