INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Contoadores de Histórias - 2

O Professor de Inglês


«Por favor saia da porta», disse a voz do elevador, «vai subir».
Quando, quinze minutos mais tarde, desci os doze andares daquele prédio confortável que era o mais moderno de Leopoldville encontrei o homem que comigo subira e a voz cantante anunciou: «Vai descer». Saí rapidamente mas ainda reparei que o homem ficara e subira novamente como quem esquecera alguma coisa. Tinha um ar triste, aquele homem.
Voltei no dia seguinte e ele chegou logo a seguir. «Por favor saia da porta» disse a voz. Fui discutir assuntos da organização, passei meia hora fazendo falar os números, e ao chegar ao ascensor o homem lá estava. - Trabalha no prédio? – perguntei. – Não, respondeu. – Sou professor de inglês. E teve um sorriso esbatido, todo sépia e distância, como se tivesse sido arrancado de um velho livro de Dickens. Quando tenho dois minutos livres, venho até aqui, a escola é a dois passos. Fico subindo e descendo.
«Vai subir», disse a voz suave, e o homem prosseguiu olhando para o micro: - É a voz da minha mulher, morreu há dois meses. E esboçou um gesto acanhado, como quem pedia desculpa. «Por favor saia da porta», disse a voz enquanto eu saía, hesitante. O professor subiu novamente.


Sidónio Muralha, "O Andarilho", Prelo Editora, Lisboa, 1975
- outros contos que destaco na obra: "Os Zamus", "Os Cegos do Maniema".

Dicionário

                O “seu” dicionário não tinha muitas palavras, e entre estas, havia muitas quase virginais, intocadas, outras devassadas e p...