a raiz do mistério



Em outros tempos, nos tempos dos guerreiros de elmos de marfim e espadas e couraças de bronze, os homens ainda eram capazes de apreender uma parte da linguagem dos animais e dos ritmos orgânicos da Terra, eram os tempos de Ulisses e das sereias encantadoras. 
Com o tempo, essas faculdades embotaram-se, atrofiadas pelos sentidos e percepções mais imediatas. 

As sereias, 
continuam a cantar sobre a linha das ondas, alcandoradas em ásperos e afiados rochedos da costa, mas nós já nos tornamos surdos e insensíveis ao seu poder. 
(Mas algumas criaturas dos mares, para sua desgraça, ainda as ouvem como nós em tempos as ouvimos, e umas vezes as orcas, outras, as baleias e cachalotes, arremetem contra a areia da praia, presas dum encantamento a que não conseguem resistir).

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue