Hora marcada no psiquiatra ás dezasseis. Chega quinze minutos depois, descobre que não está atrasada, no mesmo instante em que descobre que não irá haver consulta porque o psiquiatra  foi de férias até ao final de Agosto. 
Um aviso na porta anuncia que há consulta de substituição três andares acima, no gabinete vinte e quatro. Sobe os três andares, encontra o vinte e quatro e abre a porta. A primeira coisa que vê é um divã, um divã no centro duma galeria de espelhos.

2 comentários:

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...