balança

Pediu um pouco de arroz à vizinha, e esta ofereceu-lhe um quilo e depois, não aceitou que ela retribuísse ou pagasse o seu valor. Como se sentisse constrangida com isso, não descansou enquanto não ofereceu á vizinha um jogo de naperons, porque preferia que lhe devessem lavores, do que ser ela a dever favores.

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...