INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

arrazoado

As Danaides eram cinquenta irmãs que figuram na mitologia clássica, diz-se que eram irmãs, porque é mais cómodo do ponto de vista narrativo, sendo mais provável tratar-se de mulheres duma mesma tribo com vagos laços de sangue entre elas - é difícil acreditar que, mesmo nesses tempos, um casal conseguisse gerar e criar cinquenta filhas diferentes, com tudo o que isso acarreta de encargos danados com pediatras, pré-escola e escola, planos de saúde, vacinação, galas de debutantes, pensos higiénicos, etecétera.


As ditas Danaides, são reputadas como um modelo de amor matrimonial, mas também se lhes atribui algum engenho no modo como criaram e mantiveram um insólito método de regadio. Elas construíram um gigantesco tanque com o feitio dum tonel ou ânfora no meio dos seus campos hortícolas, tanque em volta do qual estavam dispostas sete escadas diferentes pintadas com cores diferentes. As Danaides carregavam água em ânforas que vertiam para dentro do tanque, na parte inferior deste, orifícios abertos em efígies de seios femininos deixavam essa água gotejar para o interior de caleiras em vidro que a espalhavam pelos campos de cultivo. O tanque era, em si mesmo, um símbolo da mãe geratriz, dadora de vida, e as Danaides exerciam o seu trabalho como sacerdotisas da deusa. Elas eram quarenta e nove (a quinquagésima, Hipermnestra, era excedentária), divididas em sete colégios de sete mulheres, cada um deles trabalhando num dia diferente da semana, ou seja, num dos dias consagrados a um diferente potência estelar (sol, lua, e cinco planetas). A cor das roupas que elas usavam, as escadas usadas para subir ao topo do tanque, os metais moídos que eram adicionados à agua do tanque, tudo estava em conformidade com esses atributos astrais dos sete colégios. Não é de estranhar que alguns autores reencontrem nos símbolos implícitos ao tonel das Danaides, alusões disfarçadas ao trabalho alquímico.

A sombra dos dias

               Um galão direto e uma torrada com pouca manteiga  - pediu a empregada no balcão à colega. Podia até ter pedido antes,...