INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página


Numa cidade qualquer, num dia como qualquer outro em que o sol morre sobre os prédios, uma estação de rádio passa Love Is In the Air, numa programação anestesiante patrocinada por uma marca de bombons de chocolate.
Em três lugares diferentes da cidade, três pessoas distintas são acometidas por imagens induzidas pela música.
A primeira delas, sentada no seu carro enquanto a namorada lhe faz um bico, imagina uma antena de telecomunicações erecta no mais alto e fálico prédio da cidade, da qual se soltam aos quatro ventos sobre as ruas da cidade centenas de preservativos que esvoaçam em volta. Outra, uma mulher abandonada pela vida, imagina pétalas de rosa que caem sobre a cabeça das pessoas e que galvanizam os seus corações como se elas tivessem sido tocadas por línguas de fogo, e ela também participa na fantasia e está nua numa banheira de pedra num terraço de prédio, adulada por um amante imaginário e perfeito que lhe dá à boca bagos de uva enquanto lhe debita versos ao ouvido. Uma terceira pessoa ouve a mesma música enquanto lava o chão duma agência de seguros deserta, e no seu afã permite-se olhar a cidade pela janela, e dá consigo a pensar que a melhor ilustração para a canção seria uma chuva ácida.

1 comentário:

  1. o mundo que cada um projeta e que é apenas seu! muito bom!

    ResponderEliminar

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...