À descoberta

Acabara de comprar um telemóvel e começa a explorá-lo. Humm, deixa-me ver os toques - murmura, caminhando pelo passeio. Musicais, Missão Impossível, Tubarão, Top Gun. Não, demasiado conhecidos. Dobra a esquina e experimenta outros, uma cadência crescente de música tecno, o retinir arcaico dos telefones, um sapo a coaxar, um relincho agudo. Desce o passeio e atravessa a rua. Valeu bem o dinheiro, isto tem toques que nunca mais acaba, - o choro dum bebé, o rás-ris dum ris-rás, louça a quebrar, um chamamento de marujo, a buzina dum camião. Caramba, este é potente! - Exclama.
O camião também era.


1 comentário:

  1. Um bom susto! Aprecio os inesperados. Conseguiste um muito bom!
    O tal não deve concordar...

    ResponderEliminar

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...