Lidadores

Duas pessoas não têm de ser parecidas para que a sua relação se firme nalgum tipo de afinidade que, aos outros, parecerá imperscrutável; e não podia haver duas pessoas mais diferentes do que Hector e Luísa, ele um dedicado toureiro de profissão, que consagrava os seus dias à nobre arte de lidar os touros na arena, e Luísa, uma doméstica tranquila,que nunca ambicionara mais do que o esmero colocado nas suas lides caseiras. Os dois lidavam muito bem com o que o outro e eles próprios faziam e, sobretudo e sem que os outros pudessem saber, davam-se muito bem na cama.



Sem comentários:

Enviar um comentário

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...