INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página


É uma parte determinante do método policial, apurar a verdade a partir dos mais diferentes testemunhos. Neste caso em particular, a versão das testemunhas coincidia com o registo das câmaras de vídeo: o Banco fora assaltado por dois criminosos disfarçados de Arlequim e Colombina. Até aí tudo batia certo, mas depois, já não havia câmaras, e enquanto algumas testemunhas afirmavam que os assaltantes carnavalescos haviam fugido na garupa duma mota, alguns insistiam em que eles haviam usado uma gôndola engalanada para o efeito.

3 comentários:

  1. Gostei muito deste texto, mas não conheço o filme, foi um longa metragem?
    O que é um testemunho senão a projeção da mente de cada um? Haverá exatidão possível, quando está em jogo a memória humana?

    ResponderEliminar
  2. É um filme de 1973 de Nicolas Roeg, que, pelo menos em Portugal, ostentava o título de Aquele Inverno em Veneza. Todo o filme se tece sobre um jogo subtil entre a memória e o futuro, a vida e a morte. Inquieta, conduz-nos, surpreende-nos. Vale a pena (re)ver!

    ResponderEliminar
  3. grata José, vou procurar como o intitulamos aqui.
    feliz em voltar a reler-te.

    ResponderEliminar

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...