INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

reunião de família

Era uma família numerosa, doze irmãos, para não contabilizar outros quatro que haviam morrido á nascença. Os doze irmãos desde cedo seguiram os seus caminhos, estudos, empregos, vida no estrangeiro ou nas grandes cidades, e logo se deram conta de que se haviam deixado de ver por completo, que viviam vidas apartadas e estanques apesar da sincera afeição que cada um nutria pelos restantes. Reuniram-se ao fim de muitos anos no velório dos pais, atropelados ao atravessar uma rua – e gostaram de se verem e abraçarem, apesar das circunstâncias. Poucos anos depois, foi um dos irmãos que bateu as botas, e depois um outro – velório e mais um velório, e o reencontro dos irmãos saudosos, apesar das circunstâncias. No velório do terceiro irmão falecido, e num momento da noite de vigília em que as lágrimas haviam secado e o sono já pesava, um dos irmãos pensou em voz alta: “Gostaria que nos víssemos mais vezes, mas acho que desejar isso é capaz de atrair o azar…”.

Dicionário

                O “seu” dicionário não tinha muitas palavras, e entre estas, havia muitas quase virginais, intocadas, outras devassadas e p...