Nevermore

Numa tarde melancólica de Inverno, Edgar Allan Poe releu o poema que acabara de escrever, e constatou que ele estava imperfeito e que continha algumas gralhas. Exasperado, rasgou a folha de papel em mil pedacinhos e voltou a escrever o poema, de cabeça, fiando-se na sua memória e sentido do belo. Quando o releu, constatou que, desta feita, ele não tinha nenhuma gralha, mas em compensação, conseguiu inventariar nele, doze corvos de enfiada.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue