INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Fomos avisados!!

Ano de dois mil e doze, madrugada do dia vinte e dois de Dezembro. O argumentista de Hollywood acorda num bar de auto-estrada. Adormecera ás tantas sobre o tampo da mesa, rodeado de garrafas vazias de uísque. Boceja, e acende um cigarro, rezando para que não se incendeie o hálito da sua boca. Depois de coçar o umbigo descoberto pela camisa desfraldada, olha para o exterior pelas vidraças do bar. Está um dia esplêndido de sol, não há sinais do fim do mundo, nem mesmo a sombra ameaçadora de uma nuvenzita no céu claro. Com o cigarro no canto da boca, alivia-se no urinol, passaja as mãos por água, e aproxima-se do empregado que o olha através dumas olheiras de coruja.

- Parece que o mundo não acabou mesmo. Queria pagar a conta…

4 comentários:

  1. As passagens, cada um faz como pode ou como quer!
    Fiquei aqui pensando 22 de 2012, em que mes?

    ResponderEliminar
  2. Dezembro, esqueci-me de escrever, 21/12/2012, garantem os criadores deste mito, que estão enriquecendo á custa dos velhos Maias. Não se especifica a hora, nem o fuso horário, o que era útil para abrirmos o champanhe e assistirmos ao fogo-de-artifício

    ResponderEliminar
  3. Fazem muitos anos, um sábio professor- engenheiro e astrólogo, estudioso de antigos povos, um dos pioneiros dos computadores neste meu pais- fez uma conferência importante sobre o calendário Maia e suas previsões. Que eu me lembre isto era para lá do ano 3000! Mas tudo anda tão rápido hoje, não acha? Principalmente a bobeira do ser humano! :D
    E estas combinações de números, é tão engraçada, para mim é ridícula; seria para as 12 horas?
    O medo do solstício do Inverno permanece no âmago do inconsciente dos seres humanos, mesmo que vivam em plena faixa Equatorial e abaixo!

    ResponderEliminar
  4. Esta data aparece como uma interpretação do Grande Ano dos Maias, mas sempre achei que era, no mínimo, arriscado, uma vez que há tantos debates sobre o dia e o ano que os Maias tinham como o ano zero do seu calendário e, por efeito, nada sabemos sobre o dia que ELES tinham como aquele em que o ciclo acabava. Mas esse dia é tão bom como qualquer outro, morre o velho rei e a velha ordem cósmica, e vamos todos à procura de uma nova data para o Fim do Mundo.

    ResponderEliminar

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...