Á Belenenses

O Velho do Restelo, um velho de aspecto venerando, plantado na areia da praia entre a multidão, gritava a plenos pulmões, tentando convencer os marinheiros a não embarcar nas naus, abandonando assim as mulheres e os filhos, censurava-os por renegarem a terra dos seus avós em nome duma aventura no desconhecido.
- Não ides! - bramava - mas se tiverem mesmo de ir, tragam-nos na volta, um ou dois pontas-de-lança!

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue