INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Prenúncio

O sacerdote asteca sonhou que lhe roubavam do templo a estátua de ouro do deus Tonatiuh, homens barbudos cobertos de metal, retiravam-na da pirâmide, pisando um manto rubro de astecas mortos. Durante a noite, o sacerdote retirou o ícone do altar e tentou levá-lo para fora dali para o esconder em segurança, mas foi descoberto pelos seus pares, fazendo-o cair em desgraça. A sua mulher e filhos foram mortos em expiação e ele próprio foi destinado ao sacrifício no topo da pirâmide. Depois de noites continuadas de torturas com picos de agave e lâminas de obsidiana, encharcaram o seu estômago de pulque e exibiram-no diante da multidão em delírio antes de lhe arrancarem o seu coração do peito e projectarem o seu cadáver pela escadaria da pirâmide. Tonatiuh nada fez, abandonou o seu fiel sacerdote como acabou por abandonar o seu povo, embarcado num galeão depois de derretido em diferentes barras de ouro.

A sombra dos dias

               Um galão direto e uma torrada com pouca manteiga  - pediu a empregada no balcão à colega. Podia até ter pedido antes,...