INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Visita

- Sou teu pai! – Lembrou o pai, sem grandes alaridos. O chão também não estava a estremecer, nem havia piras de sacrifício ou sarças ardentes.

- Pois, já não nos vemos há algum tempo.

- Desde o tempo do jardim do Éden. Vim visitar-te!

- Passaste também pela casa da cobra? Também és pai dela!

- Pois, mas ela não fica muito bem nos álbuns de família.

A sombra dos dias

               Um galão direto e uma torrada com pouca manteiga  - pediu a empregada no balcão à colega. Podia até ter pedido antes,...