Um anúncio de um elixir milagroso contra a queda do cabelo, apresentava o Antes e o Depois de um homem que o havia experimentado. Primeiro aparecia com uma calva que se podia polir com um pano de camurça, e na segunda fotografia, a imagem do Depois, o mesmo homem ostentava uma farta cabeleira, bigode espesso e patilhas compridas, como já não se viam. Na composição dum jornal diário, um empregado brincalhão trocou a ordem das fotos, e o homem cabeludo tornava-se desmatado com o elixir publicitado. Infelizmente para ele, os anunciantes não têm sentido de humor, e isso mereceu-lhe ser despedido. Mal ele soube, que um homem anónimo naquela cidade ficou-lhe agradecido – um velho calvo que viu o anúncio, sentado num banco de jardim, e que apertou o jornal contra o peito enquanto uma lágrima lhe rolava pela face. Finalmente, haviam-lhe feito justiça.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue