INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Re-reconhecer

Num restaurante de atmosfera adensada pelos odores dos cozinhados e o fumo do tabaco, dois homens reconhecem-se junto ao bar – não se vêem desde os tempos da tropa, estão mais velhos e mais gordos, de cabelo ralo e barba crescida. Apertam a mão, cruzam apresentações ás respectivas acompanhantes, e despedem-se com uma palmada forte no ombro. Um deles lembra-se perfeitamente do outro, de lhe impor castigos e sevícias durante o período da recruta e, vê-lo tanto tempo depois, traz-lhe uma sensação de branda felicidade, como a que sentimos ao dar esmola aos que são mais miseráveis do que nós, mas o visado, este não se lembra bem, confunde-o com um outro sargento, mais simpático, que como despenseiro lhes facultava ás escondidas as iguarias da messe dos oficiais; mas enquanto se dirige á saída, a sua memória esgravata pela falésia ao encontro dos nomes e das caras dum passado distante, umas e outras dissociam-se e rodam á procura do par correspondente. Antes de atingir a porta, volta para trás e aproxima-se do antigo sargento que ainda beberica um brandy no bar, e que ao descobri-lo, sorri novamente, pronto para mais um aperto de mão e uma conversa de circunstância, mas nada o preparara para o rosto irado que lhe aparece á frente, e a cadeira que o ex-camarada lhe desfaz no alto da cabeça.

Dicionário

                O “seu” dicionário não tinha muitas palavras, e entre estas, havia muitas quase virginais, intocadas, outras devassadas e p...