Quando os terrestres descobriram que o sexto planeta daquele sistema solar, era o que mais se assemelhava á Terra, elegeram-no para ser colonizado, e começaram a terraformá-lo. Introduziram alterações na composição da atmosfera do planeta que depressa reduziram o teor de amoníaco do ar até o tornar quase respirável, e novas espécies de plantas, criadas geneticamente em laboratório consolidariam as alterações, enquanto a primeira vaga de colonos se punha a caminho. Mal chegaram lá, acharam que o trabalho ainda estava longe de estar completo. Havia vastas áreas a precisar de ser cimentadas, porque só assim se sentiriam em casa; e traziam também na bagagem, umas quantas ogivas nucleares, para o que desse e viesse.

1 comentário:

  1. Triste, mas seria bem isso aí, José! O ser humano pode ser tão destrutivo!

    ResponderEliminar

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...