INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página
Á beira da cama de uma doente em penoso estado terminal, e com o mesmo tom que uma mãe usa para acalmar o seu filho no leito, dizendo-lhe: «Foi só um pesadelo, já passou!», ele apertou entre as suas, a mão da mulher que amava, e murmurou-lhe: «É só a dor de todos os dias, já passa!».

1 comentário:

Amor

O seu amor é feito de vidros que cortam, isso era tudo o que sabia dizer e que poderia até ambicionar dizer-lhe se surtisse a ocasião ou...