Piramidal

- Quando é que o meu túmulo ficará concluído? – inquiriu Quéops a Usermaat, o seu arquitecto-mor.

- O meu trabalho está pronto, só falta o trabalho dos artistas, mas como dizem os padres de Ienu, o seu túmulo não o protegerá.

- Serei imortal!

- A tua alma na barca de Rá será imortal, mas o teu corpo será profanado e desaparecerá, apenas ficarão as paredes nuas e esse imenso sarcófago de pedra em que poderia caber um gigante.

- Falas como se tivesses dentes na garganta, Usermaat, falas assim ao teu rei, filho do deus-sol, porque sabes que terás de morrer hoje, e arder com os teus planos. Mas repito-te, serei imortal, e serei o mais feliz dos imortais, e isto durante séculos e séculos, e sabes porquê?

- Diz-me, meu senhor!

- Porque no alto da barca do sol, terei sempre motivos para me rir com todas as parvoíces que serão ditas sobre a pirâmide que terá o meu nome.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue