Armandinho decidiu dar um pontapé no anonimato e entrar de rompante no Livro dos Recordes. Convocou os juízes e devorou em bocados pequenos, a bicicleta da sua mulher. Os juízes não acharam suficiente, havia um homem em Itália que já havia feito o mesmo, a sua marca não o superava. Mas Armandinho não desistiu da pretensão, e perguntou aos juízes, se algum deles porventura pousara os olhos na sua mulher.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue