Julgou que os tempos eram outros, que as mentalidades e as pessoas haviam mudado, mas para seu infortúnio, o jovem emigrante acabou por ir parar a uma pacata vila nos Estados Unidos onde América ainda se escrevia AmériKKKa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

arenga sobre o amor

«Tu és a mulher amada: destrói-me! Tua beleza /Corrói minha carne como um ácido! Teu signo / É o da destruição! Nada resta / Depois de ti ...