INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Doença cumulativa

O doutor Jekill olhou em redor, desconfiado, e como não visse nada de assustador, colocou-se em cima de uma caixa de fruta, aclarou a voz e proclamou para os transeuntes que passavam:
- Estou curado!!
- Não! Nós é que nos escondemos! - responderam, em uníssono, dezenas de vozes que pareciam sair das árvores de Hyde Park.

3 comentários:

  1. Não entendi! me explica?

    ResponderEliminar
  2. Uma brincadeira (muito, muito) rebuscada, que faz a associação entre Hyde, o monstro em que se transforma o Dr.Jekill, e o Hyde Park, o pequeno parque no centro de Londres onde é tradição as pessoas discursarem livremente. No caso, o doutor Jekill, que se julgava livre do sua personalidade sombria, descobre, na realidade, que se foi desdobrando em múltiplas personalidades ou seres que tem de enfrentar. Obrigado pelo comentário oportuno.

    ResponderEliminar
  3. Obrigada José! Perfeito, após a explicação. Embora conheça a história (qual psicólogo não a conheceria?) não me "achei" bem com a fala aos transeuntes, mas agora ficou claríssimo e muito bem pensado!
    um grande abraço e que a "pausa" não seja longa. Vou sentir falta de seu genio.

    ResponderEliminar

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...