INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

No futuro

Á hora de ponta, no autocarro voador superlotado, leu uma manchete de um jornal electrónico que um estranho carregava: "Caso raro de longevidade: Mulher no hospital de Lisboa completa hoje cento e cinquenta anos!".
Ficou a pensar nisso. Como é que se chega a uma idade dessas? A beber leite de cabra e iogurtes naturais? Comendo cebolas e aipo? Com a prática do ioga?
Quanto mais pensava no assunto, mais irrequieto se sentia e, por fim, não conseguiu resistir mais, e antes que o estranho abandonasse o autocarro, pediu-lhe se podia ler o resto do artigo.
A resposta era muito simples e vinha no subtítulo: a mulher comatosa estava ligada às máquinas há cem anos.

3 comentários:

  1. nossasenhora!!! :)

    lá chegaremos...

    ResponderEliminar
  2. Como aprecio suas críticas sociais embebidas em excelentes histórias pessoais.

    ResponderEliminar
  3. Maria, se lá chegarmos, que não seja como vegetais, mesmo que esses vegetais sejam a cebola e o aipo;)

    ResponderEliminar

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...