INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

handicap euclidiano

A pequena esfera vivia no mundo dos sábios. Os sábios, como ela, também tinham a forma esférica, tal como tudo o que aí existia ou vivia - as casas, as opiniões, as crenças, as certezas, as nuvens. A pequena esfera escolhia desse universo as coisas de que gostava e levava-as para a sua casa esférica, e por elas e por ela mesmo, era capaz de matar ou morrer. A pequena esfera, como todos os sábios do seu mundo, era absolutamente incapaz de ver as coisas de um ângulo diferente.

2 comentários:

  1. Não sei se compreendi seu texto. Apenas me lembrou um antigo poema que aprendi quando era pequena.
    Nem mais consigo lembrar o autor, mas parte dele fala do pai que sentado à mesa, repreende o filho que posta restos sobre a toalha. Ele diz: "...o osso, o caroço e a espinha, põe-se ao cantinho do prato." E o menino responde: "mas papai, repare bem. O prato é todo redondo, cadê cantinho? não tem!"

    ResponderEliminar
  2. :)
    Essa história mostra que compreendeu, o cantinho do prato é o ângulo da pobre esfera.

    ResponderEliminar

Amor

O seu amor é feito de vidros que cortam, isso era tudo o que sabia dizer e que poderia até ambicionar dizer-lhe se surtisse a ocasião ou...