A primeira palavra que ouviu ao filho foi:
ÁGUA
O pequeno ao colo, do lado de dentro de uma vidraça batida pela chuva, o cabelo encostado à sua face. E a palavra, nítida, no ar:
Água!
Nada de pai, mãe, té-té, mu-mu:
Água!
A primeira palavra e o primeiro dos elementos.
Pensou nas milhentas palavras que alimentariam a existência do filho, como gotículas de um caudal a crescer,
e sentiu-se humilde e grato por tê-la ouvido.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue