"Para onde vais?"

- Como dizia o meu primo gaulês, estes romanos são doidos!
- Também acho, onde é que se viu, arrancarem-nos de casa para nos por aqui a jogar à cabra-cega?!
- Não gosto de ter as sandálias cheias de areia, e agora pareceu-me ouvir um rugido...
- Se calhar foi a minha barriga, este coliseu de Roma é tão grande que não consegui descobrir onde é que me poderia aliviar.
- E também não quiseste perguntar, não é? Para não parecer provinciano. Por Ógmion! A tua barriga ruge como um leão. Se eu estivesse numa rua escura, juro que me borrava de medo!
- Não consegui ouvir o que disseste, mas no que me diz respeito, eu já estou mais aliviado.

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue