INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Conversa de refeitório

- Vou-te contar uma coisa, mas não digas a ninguém!
- Prometo!
- Em breve vou deixar de comer estas comidas sensaboronas que provocam problemas digestivos, também vou deixar de aturar o nosso chefe e de passar oito horas de ansiedade por dia, preso aos riscos do gráfico electrónico da máquina.
- Não me digas...
- Também não vou precisar de andar sempre na secção de pessoal a reclamar por cortes no ordenado e faltas inexistentes.
- Caramba! Arranjaste outro emprego ou saiu-te a sorte grande? Porque é que não estás aos saltos, de contente?
- Tenho leucemia!

2 comentários:

  1. ó vida!

    hoje postei um texto sobre a vida. Revejo-me nele. é a minha resposta para estes paradoxos. Não para os minimizar, enquadrar apenas.

    ResponderEliminar
  2. escusado será dizer que é conversa de crente. que tantas vezes abana por todos os lados, com as ventanias da vida.

    ResponderEliminar

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...