INSTRUÇÕES:

Outros dados, e cartas, no final da página

Zen-à-Vista

Marco Polo descreve uma ponte, pedra a pedra.
– Mas qual é a pedra que sustém a ponte? – pergunta Kublai Kan.
– A ponte não é sustida por esta ou por aquela pedra – responde Marco – mas sim pela linha do arco que elas formam.
Kublai Kan permanece silencioso, reflectindo. Depois acrescenta:
– Porque me falas das pedras? É só o arco que me importa.
Polo responde:
– Sem pedras não há arco.
(Italo Calvino, "As Cidades Invisíveis")

4 comentários:

  1. Para mim, um dos melhores fragmentos de diálogo de "As cidades..."!

    Abraço

    JV

    ResponderEliminar
  2. maria.c23:30:00

    que engraçado....no imbricaoes i diverti-me a ler esse livro e a reflectir sobre cada uma das cidades. de'pois apaguei...

    ResponderEliminar
  3. Um livro que dá gosto ler, e pensar no que se leu.

    Maria, é por essa e por outras que tenho receio de apagar coisas e este blog está infestado de arquivos anexos

    João Ventura, lembro-me de um post engraçado (ilustrado;)sobre a sua descoberta das obras de Italo Calvino, que vinha a a par de um outro, mt bom, sobre os 3 barões trepadores do fantástico: Calvino, Cortázar e Borges

    ResponderEliminar
  4. Boa memória, José, boa memória...

    :-)

    ResponderEliminar

Rainha

                Subiu lesto os parcos degraus que separavam o átrio do hotel do recinto sobrelevado onde haviam instalado a receção. Ab...