A vida é feita de pequenos prazeres,

a visão extasiada das ínfimas estrelas, gomos de laranja deliciados num dia abrasador, pequenos beijos e carícias com a ponta da língua, uma música tocando baixinho no Mp3 de um estranho, os pequenos e intensos comprimidos sublimados pelo álcool, um colibri fulvo umbilicado ao cálice da flor pelo seu bico curvo, um adormecido pacote de C4 ligado a um temporizador numa maleta no Metropolitano, o cheiro de café e torradas pela manhã, as promessas de amor eterno sussurradas na areia da praia num entardecer de Agosto, a voz que se ama cruzando oceanos até ao telefone na nossa mão.

A vida é feita de pequenas vidas

Mensagens populares deste blogue

A viagem

Abril de 1918 - o caminho para uma Primavera de sangue